sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Meninas do Kung Fu na TV Gazeta

Olá, pessoal!!! Todo mundo em clima de festas??

Tomei a liberdade de expor aqui os vídeos da apresentação que algumas garotas da TSKF fizeram essa semana no programa da Claudete Troiano!!


Parabéns, meninas!!! E lá vai! Inspirem-se!!!!!






Feliz Natal!!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

E os quilinhos a mais?

Tá, parece assunto de meninas né?!

Mas calma gente... não vou falar dos quilinhos a mais no estilo "tenho 1,65 e 60kg. Sou gorda". Estou falando de um assunto sério: a influência do peso (o excesso dele) na atividade física.

A falta de atividade física é um dos fatores de risco para o desenvolvimento da obesidade e uma vez que o indivíduo está acima do seu peso ideal, a prática de exercícios se torna mais difícil e cansativa, pois além da sobrecarga de peso nos ossos e articulações, a pessoa obesa ou com sobrepeso precisa de mais energia para desempenhar suas atividades biológicas, inclusive a respiração.

Um estudo realizado com bombeiros do Paraná, revelou que a diminuição da capacidade aeróbica em praticantes de atividade física regular, que ganharam mais de 5kg nos últimos 5 anos é significativa (Dalquano, 2001).

No entanto, isso não impede que quem está acima do peso faça alguma atividade física. Muito pelo contrário! Ela é recomendada pelos médicos e é um excelente auxiliar na redução de peso, além de aumentar a auto-estima e diminuir a ansiedade que leva muitas pessoas a cometerem excessos na hora da alimentação.



Mas é possível engordar enquanto se pratica exercícios?
Sim, é possível! (É, Tati, vc sabe que é possível..rs..)
Além da atividade física, uma boa alimentação é fundamental pro controle do peso, inclusive de quem não tem excesso dele.

Também não podemos confundir o aumento de peso, com o aumento de massa muscular.
Os músculos pesam mais do que a gordura, portanto, quem ganha muita massa muscular por ter a impressão de que não está perdendo peso.


Podemos não perceber a mudança na balança, mas o que está acontecendo na verdade é que a gordura está sendo substituída por massa muscular, o que é um ótimo benefício.

Todos nos sabemos que o excesso de gordura está associado à problemas no coração, diabetes e várias outras doenças.

Então que tal botar uma meta pro ano que tá chegando, e pelo menos, não engordar?!

Saiba se vc está acima do seu peso ideal: Cálculo de IMC

Ahhh, e um último recado. Não importa o quão gordinha vc está...................
LOVE YOUR BODY!!



Um beijo,
Tati

(PS: Eu engordei 10kg esse ano e to sofrendo nas aulas... Não recomendo que façam o mesmo!)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Somos todos iguais


Todos nós fazemos Kung Fu por algum motivo. Melhora da capacidade física, concentração, simplesmente porque acha legal, enfim cada um tem o seu. Isso é pouco importante.
O que importa é que todos nos escolhemos o Kung Fu, treinamos, nos dedicamos, alguns mais, outros menos, mas todos estamos lá, treinando, aprendendo.

Sendo assim, isso significa que dentro da academia, dentro do ambiente que cerca o Kung fu, todos somos iguais, certo?
Eu não tenho dúvida nenhuma de que esta afirmação seja verdadeira, mas é com uma certa decepção que eu vejo que muitas vezes não é bem assim que a coisa funciona.

O que importa se fulano de tal é um zé ninguém fora da academia, que só faz burrada por ai, ou se a cor do cabelo dele não é do seu gosto?? Ele não treina Kung fu com vc? Vcs não tem algo em comum? Não é esse o único motivo de vc ter que conviver com aquela pessoa?

Então, por que essa pessoa não é digna de respeito? Por que falar mal da pessoa por aí? Por que não tratá-la como trataria qualquer outra pessoa?
Eu simplesmente não vejo resposta para isso!

Qualquer treino fica muito mais agradável quando existe um clima de amizade entre os alunos, mesmo que eles nunca tenham se visto na vida. Afinal, como eu disse antes, vc tem alguma coisa em comum com aqueles outros alunos que estão treinando com vc!

Isso se extende também para os campeonatos, por exemplo. É um ótimo momento de integração entre os praticantes, por mais que exista rivalidade. Todo mundo tem alguma coisa a aprender com o outro.

Cultivar sentimentos ruins em relação à outras pessoas não vale a pena. Só faz mal pra vc mesmo, tira sua concentração e eu diria que até contraria a filosofia do Kung fu.

Portanto, mesmo que vc não tenha motivo algum pra gostar de alguma pessoa, lembre-se de que vc tem sim um motivo. Não preciso repetir né?


Beijo pra vcs!!
Tati

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Respondendo algumas perguntas

Oi, pessoal!!

Tô dando uma passadinha rápida aqui pra responder uma pergunta que alguns leitores mandaram pra gente à respeito de onde fazer kung fu em Curitiba.

Bom, nós do GKF somos de São Paulo, portanto, a única academia que conhecemos de Curitiba é a Senda, que realizou a Copa Senda de Kung Fu agora em maio/2010.

Portanto, para os que tiverem interesse, segue o site da Senda.

Beijos,
Tati

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Descobrindo o Kung Fu em outras bandas

Hola, ticos!!!

Gente, me desculpem pela longa ausência no blog... Temos recebido muitas visitas e o blog realmente não merece ficar abandonado!

Bom, hoje vim contar um pouquinho da aventura que eu e a Fernanda tivemos em Buenos Aires...
Eu diria que para pessoas normais, Buenos Aires é uma cidade que oferece muita diversão, mas quando vc faz Kung Fu, acaba te dando um 5 minutos de "nossa, tá faltando alguma coisa" e vc resolve procurar por uma escola de Kung Fu em um país desconhecido..rs...

Siiim, e foi exatamente isso que aconteceu!! Em uma das nossas noites no albergue, resolvemos entrar na internet e procurar uma escola de Kung Fu que a gente pudesse conhecer!

Descobrimos a Wai Kung P'ai Kung Fu, que pelo endereço do site ficava à apenas algumas quadras da rua onde estávamos hospedadas... Pelo menos era o que a gente achava!!

E assim, após caminhar mais ou menos uns 4km (pois é, estavamos realmente há 2 quadras da Av. Rivadavia, mas próximo ao início dela, e não do número 2625 e é nessas horas agradecemos em dobro por fazer Kung Fu), chegamos na academia.

Fomos muito bem recebidas por uma senhora da secretaria. Ela explicou bastante coisa sobre a "escuela" e deixou a gente assistir a aula, que infelizmente já estava nos 20 minutos finais.

As aulas tem duração de 2h, divididas em exercícios físicos, katis, luta, luta de solo, alguns exercícios de chute e soco... Os alunos ficam divididos do mesmo jeito que estamos acostumados, mais graduados na frente, menos graduados atrás...
O uniforme deles era mais parecido com um kimono de taekondo azul marinho, bem bonito!
Tinha um número considerável de mulheres na aula, a maioria delas na faixa de 25-30 anos!!

Quando terminou a aula, o Maestro Juan Pablo veio conversar com a gente. Ele quis saber bastante sobre os nossos treinos e também explicou muito sobre o dele.

Explicou que o estilo ensinado é muito forte e completo e exige que o aluno aprenda a lutar também, para aplicar e fixar a técnica que aprendeu, entre outras coisas que eu já não lembro mto bem.. (me desculpem..rs)

O que mais me impressionou na verdade foi a receptividade do pessoal. Muito dispostos a passar informações, a aprender com a gente também e extremamente simpáticos!! Tá aí, pra quem não acredita que os hermanos podem ser nossos amigos!! hehehe...

Este aqui é o folder da escola que o maestro me deu e o folder de um campeonato que vai rolar por lá!!




(ah... toda essa conversa foi feita em um portunhol terrível hehehehehe... ainda bem que eles entendem e que eles falam um pouco mais devagar com quem não fala espanhol!)

E é isso aí pessoal!! Para quem se interessar, o site deles é o www.waikungpai.com.ar


(não nos deixaram tirar foto lá dentro, mas nessa aqui, estavamos na porta da escuela.rs)

Besos para todos ustedes!!
Hasta la vista!!!

Tati ^^

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A Arte da Arte Marcial e os Sentimentos Corporais



Nosso corpo pode se manifestar de diversas maneiras diante de nossa realidade, seja por meio do trabalho, do amor, do sexo, de ações em geral e da arte.
Ao passo que analisamos a natureza e nos sentimos transformados diante de suas exuberâncias, já podemos dizer que estamos trabalhando. Para isso, é imprescindível que realizemos forças com o corpo humano.
As ferramentas, armas e máquinas nada mais são do que ampliações do poder do corpo, assim como um computador é o prolongamento de nosso cérebro, um martelo ou uma espada são o prolongamento de nossos punhos fechado.

No entanto, a forma do objeto que usamos entrelaçada com o nosso projeto de trabalho, formam uma referência a respeito do seu agir sobre o mundo. Pois um instrumento é utilizado de acordo com aquilo que conferimos: uma Lança para um caçador neolítico, não significa a mesma Lança a um atleta de Kung Fu.
Numa atividade física, a integração do sujeito com seu corpo, se torna ainda mais clara. Diferente do clichê de que exercícios promovem apenas treinamento muscular, momento de descontração e condição de equilíbrio fisiológico, um treinamento esportiva é o apelo ao aperfeiçoamento incessante, pondo em função o esforço do esportista.
Realizando movimentos físicos, abrimos uma condição essencial ao Kung Fu, pois a combinação exata de um movimento, com uma intenção que lhe propõe, transmite o tal do espírito. Ter ‘’espírito’’ é simplesmente uma produção artística, posto que arte é a realização de uma habilidade naturalmente fluente.

A arte nas artes marciais é um caso privilegiado de entendimento intuitivo do mundo, tanto para seu realizador, quanto para seu apreciador, pois com a biomecânica corporal temos que ser capazes de transmitir sentimentos.
Para que se transmita sentimento, é preciso ter emoção, ou seja, um estado psicológico que envolve agitação afetiva que te levará a uma reação cognitiva de reconhecimentos de certas estruturas do mundo.
Por tanto para quem ainda considera o Kung Fu apenas mais uma atividade física, ainda não se descobriu como artista marcial, e ainda não reconhece que o mundo está em suas mãos e basta um olhar íntimo dessa realidade para transmitirmos sentimentos que só reconhecemos em quem realmente conhece a arte.

Sandro Conte Febras


Referências:
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda ET al - Filosofando, Introdução a Filosofia - Moderna, São Paulo, 2003
PROENÇA, Graça - História da Arte - Editora Ática, São Paulo, 2004

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Ah, o estresse!!

Olá pessoal!!!

Me desculpem pelo pequeno abandono que tivemos no nosso blog, mas estamos de volta e esperamos conseguir postar mais daqui pra frente, afinal, sempre temos um retorno muito bom por parte dos leitores =)

Hoje eu gostaria de falar de um tema muito conhecido da maioria de nós e presente na vida, quem sabe, de quase todos: o estresse!!

O estresse em si não é algo ruim. Na verdade, ele é um estímulo de nosso organismo para nossa própria defesa contra situações adversas das quais tenhamos que reagir.

O problema é que atualmente, com a quantidade dessas situações e pela grande demanda de informações com que temos que lidar, ele tem se tornando muito frequente, podendo em muitos casos, tornar-se crônico.

O estresse pode ser um aliado no desempenho de atividades como competições esportivas, situações de perigo, entre outras, proporcionando um aumento da capacidade física, raciocínio, memória e concentração através de alterações em todo o organismo. Entretanto, se o estresse se torna persistente todo esse aparato biológico pode ser danificado. (Boa Saúde)
Acredita-se que a liberação do hormônio do estresse, o cortisol, possa diminuir a secreção do "hormônio da felicidade" a serotonina, causando diminuição da sensação de prazer e realização.

Apesar do estresse aparentemente não reduzir a oxigenação no cérebro ou a força dos músculos, é mais difícil praticar exercícios físicos quando o cérebro está cansado de tanto pensar. Resultados de um estudo publicado no Journal of Applied Physiology sugerem que a percepção de cansaço físico é maior nessas condições, pois é como se o cérebro recusasse o esforço adicional de ter de coordenar o corpo.
Segundo os pesquisadores, é possível que o cansaço mental diminua os níveis de dopamina no cérebro, neurotransmissor relacionado à motivação e ao esforço.

Talvez por isso, o que acontece frequentemente é que a pessoa estressada exclui a atividade física da sua vida antes de excluir qualquer outro fator que possa causar algum estresse, o que com certeza não é a melhor coisa a se fazer.
Praticar atividades físicas traz sensação de bem estar e pode ser de grande ajuda pra quem se encontra no meio dessa loucura do dia-a-dia!!
O exercício físico contribui na liberação de endorfina, o hormônio que proporciona aquela sensação de prazer e euforia enquanto o exercício é feito. Também ativa a serotonina e a dopamina, outros dois neurotransmissores que geralmente estão em quantidades alteradas no indivíduo estressado (Fábio Bergamo).

Se o estresse está atrapalhando a qualidade dos seus treinos, está fazendo você engordar (e consequentemente, atrapalhando a qualidade dos seus treinos), entre outras coisas, repense! Reveja o que está realmente causando um nível de estresse tão alto em sua vida e procure alguma forma de driblar esse grande vilão dos nossos tempos!



Escute música, tenha mais tempo para o lazer, cultive suas amizades e suas relações familiares, procure técnicas de relaxamento e não deixe de pedir ajuda para as pessoas de sua confiança, ou até mesmo ajuda profissional, se for necessário.










Nesse link você encontra um teste para medir seu nível de estresse
http://www.saudeemmovimento.com.br/saude/estresse.htm

E então, está na hora de fazer alguma mudança no seu estilo de vida?

Obs.: Esse post surgiu por necessidades pessoais, hehe..

Valeu, pessoal!!
Beijos

sábado, 3 de julho de 2010

Artigo sobre as Mulheres no Kung Fu

Bom, estou aqui mais uma vez, só que agora com um texto que não é meu.
É um artigo científico publicado na Revista de Estudos da Religião, de Rodrigo Wolff Apolloni, sobre o título ''EU SOU A INVENCÍVEL DEUSA DA ESPADA - A REPRESENTAÇÃO DA MULHER NA 'CULTURA MARCIAL' CHINESA E SEUS POSSÍVEIS REFLEXOS SOBRE AS RELAÇÕES DE GÊNERO''

http://www.pucsp.br/rever/rv1_2004/p_apolloni.pdf

domingo, 20 de junho de 2010

BIKFTC 2010

Olá pessoal!!

Venho hoje falar um pouco sobre o que rolou no 2010 Brazil International Kung Fu Tournament Championship (conhecido como Campeonato da TSKF), que aconteceu nos dias 12 e 13/06, no Ginásio Mauro Pinheiro, em São Paulo.


Pra abrir o campeonato com chave de ouro, tivemos a apresentação do Demoteam: o time de demonstração da TSKF!! O Demoteam vinha treinando exaustivamente desde o final de fevereiro, com muito comprometimento e dedicação de todos os envolvidos!
A apresentação foi linda, realmente emocionante e temos muito orgulho (eu, Papu e Sandro) de termos feito parte disso!
Agradecimentos à toda a equipe, em especial ao William, Diego e Anderson, que fizeram o espetáculo acontecer!!


Você pode assistir a apresentação nesses links aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=NiVXzDhzASU e http://www.youtube.com/watch?v=q-S8DuJe59g

No primeiro dia de campeonato, aconteceram as competições das categorias Novato, Iniciante e Kuoshu Light. Este foi meu 3º campeonato, e sinceramente, nunca tinha visto competidores de tão alto nível nestas categorias!! Sem contar que o número de atletas também aumentou. A categoria com mais atletas tinha 67 competidores!!





Também foi meu dia de arbitrar. Uma tarefa difícil e de muita responsabilidade!! Parabéns à todos os voluntários!!


Domingo foi o dia das competições das categorias Intermediário, Avançado e Kuoshu Lei Tai.
O segundo dia de campeonato foi tão bom quanto o primeiro!! Atletas muito bem preparados, competição acirrada, medalhas disputadas por cada décimo da nota!! Realmente muito gratificante de se ver!
Eu competi no domingo, na categoria Intermediário. Trouxe algumas medalhas pra casa e mais um monte de experiências para a vida e para os próximos campeonatos!


Destaque para a arbitragem do Lei Tai, comandada pelo Danillo Cocenzo! Vcs foram um show a parte!!!


Particularmente, este campeonato foi maior e mais organizado do que os anteriores! O que mais me impressionou foram os novatos e iniciantes! Os intermediários que se cuidem! Ano que vem esta vai ser a categoria mais disputada do campeonato! Preparem-se!!

Parabéns ao Sifu Gabriel e à toda a equipe da TSKF por mais uma excelente realização!!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Atividade Física e a Serotonina


Estava eu lendo o Blog e percebi que falta um pouco de ciência nele. Então resolvi escolher o tema da minha monografia do 3º ano, a SEROTONINA.

A Serotonina é um neurotransmissor envolvido nas sinapses do nosso tecido nervoso. Ok, agora falando em português, esta substância que lhes apresento, é conhecida como a substância da felicidade. Contida em nosso sistema nervoso, (cérebro, nervos, e medula espinhal) ela é um tipo de ligação entre as células que cumprem a função de ‘’avisar’’ ao nosso cérebro qualquer tipo de sensação afetiva e emotiva.

Se lembrarmos de nossas aulas de biologia no colégio, vamos lembrar que nosso corpo é o que a gente come, ou seja, a alimentação é fundamental para nosso funcionamento saudável. Não é diferente com a serotonina. Ela é ativada com a ajuda de um aminoácido essencial, o Triptofano, que está presente em muitos dos alimentos que ingerimos, como o tomate, banana, vinho, e principalmente o chocolate.

Se a serotonina é a responsável pela transmissão de impulsos nervosos de origem afetiva e emotiva, se há falta dela, na maioria das vezes,nos deparamos com uma série de transtornos famigerados nos dias atuais, como o T.O.C.(transtorno obsessivo compulsivo), Síndrome do Pânico, Problemas com o sono, Depressão, descontrole da saciedade, levando a obesidade, falta de desejo sexual, entre outras preocupações relacionados à expressão de sentimentos humanos.

Mas alguém pode se perguntar, o que esse cara tá querendo imitar o Drausio Varella num Blog de Meninas no Kung Fu. Por duas razões, a primeira e a mais importante é que estudos estão revelando que a Atividade Física é um dos fatores preponderantes à ativação desse neurotransmissor. Doses de exercício recomendadas de 3 a 4 vezes por semana de 1 a 2 horas de duração, são o suficiente para prevenir todos esses sinais negativos citados acima. De alguma forma, a atividade física libera hormônios que auxiliam na produção de serotonina, dando uma sensação de prazer ao praticar tal atividade. Isso pode explicar a síndrome da abstinência esportiva, que ocorre geralmente com atletas que viveram do esporte e por alguma razão tiveram que o abandonar, ficando assim depressivos e desregulados emocionalmente.

A segunda razão é pelo fato de que as mulheres apresentam maiores chances de estarem com doses de serotonina mais baixas que o normal. Pelo fato de estarem mais dependentes dos hormônios sexuais, a mulher tem mais dificuldade de estabilizar os níveis de neurotransmissores. Não preciso falar que a TPM pode estar relacionada com a falta da serotonina.

Por isso, saibam que onde vocês estão, o kung fu, além de manter a aparência, o condicionamento físico e a vida social em dia, ajuda a lhes trazer felicidade biológica, com um bom funcionamento da serotonina e com o humor cada vez mais estável e positivo.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Wing chun

Olá, pessoal!

Hoje vou contar um pouco sobre a história de um estilo de Kung Fu que teve influência direta de mulheres em sua criação e divulgação, ressaltando mais uma vez a importância do sexo feminino nesta arte marcial.

Antes de tudo, agradeço ao Sifu Leonardo Dias por ter disponibilizado o material que deu origem à este post.

Há cerca de 300 anos atrás, a China passava por grandes batalhas para libertar o seu povo do governo Manchu. Naquela época, no monastério de Shaolin, onde os monges treinavam seus discípulos, um aluno só estaria preparado para o combate após de 10 à 15 anos de treinamento. Em tempos como aquele, este tempo prolongado de treinamento se tornava inviável. Foi então que os mestres decidiram reunir as melhores técnicas de cada estilo que era ensinado para criar um novo estilo que pudesse ser ensinado e aplicado em 3 meses.
Este estilo foi chamado de Moy Fat Chuan (Flor de Ameixeira) e foi então que a Ng Mui (lê-se On Mui) entra para a história ao se destacar na prática do estilo dentre os 13 mestres que o criaram. Ng Mui foi a pessoa que mais contribuiu para o desenvolvimento das técnicas.


Um dos discípulos do templo, que não aprendeu o novo estilo, apesar de ter insistido para que o ensinassem, se revoltou e se reuniu ao exército Manchu, facilitando o ataque deles ao templo.
O exército Manchu conseguiu incendiar o templo e apenas 5 monges conseguiram escapar. Foram eles os monges Cheen Sin, Pak Mei (Pai Mei), Fung To Tak, Miu Hin, e a Ng Mui, que se refugiou no Templo da Garça Branca, na região de Tai Leung.

Ng Mui sempre ia às cidades próximas para comprar mantimentos e em uma de suas viagens, conheceu um vendedor chamado Yin Yee, pai da garota Yin Wing Chun, na época com 13 anos.

Na cidade, havia o líder de uma gangue chamado Wong que queria se casar com Wing Chun à força e para isso deveria lutar com o pai dela.
Yin Yee, porém era muito velho para lutar e confiou à Ng Mui o ensino da luta à sua filha Wing Chun.

Ng Mui e Wing Chun foram para as montanhas, onde a garota teve aulas do estilo Flor de Ameixeira por 3 meses.
Ao voltar para a cidade, Wing Chun desafiou Wong à um combate e derrotou Wong com um golpe de palma considerado fraco.

Wing Chun se casou então com o homem para o qual estava prometida, Leung Bok Toa, que era praticante de um dos estilos clássicos de Kung Fu.
Leung Bok Toa não gostava que sua mulher corrigisse suas técnicas e a convida para um treino livre de combate. Ele foi vencido por Wing Chun e a pediu para que lhe ensinasse suas técnicas.
Alguns anos depois, Wing Chun faleceu e seu marido, em homenagem à esposa, mudou o nome do estilo para Wing Chun Kuen, que significa "Os Punhos de Wing Chun".

Depois disso o estilo passou a ser difundido para a China e hoje é praticado em todo o mundo!

Deixo aqui o link para o site do Sifu Leonardo Dias! www.extremewingchun.com.br

É isso pessoal! Espero que tenham gostado!

Beijos,
Tati

domingo, 30 de maio de 2010

Os verdadeiros professores são eternos

Olá, pessoal!!

Hoje vou abrir espaço aqui no blog para fazer uma coisa um pouco diferente!
Esse post vem como um agradecimento à uma pessoa muito especial que fez parte de toda a minha jornada na TSKF, assim como da de milhares de alunos.

Infelizmente (para nós), o instrutor Marcus, conhecido como Gnomo, deixa nossa academia e toma novos rumos dentro do Kung Fu!
Todos nós temos a certeza de que ele está consciente de suas decisões e teve uma imensa coragem de ir atrás do que deseja, começar tudo do zero e deixar pra trás o que construiu.

Mas acredito que seu maior legado nunca irá se apagar da memória e da vida de quem cruzou o seu caminho na TSKF.
Como ele mesmo me disse uma vez, a missão dele não era simplesmente ensinar kung fu, mas sim nos ensinar a encontrar dentro de nós mesmos a certeza de que somos capazes de coisa inimagináveis. Descobrir nossa própria capacidade de realização!
Muito podemos falar sobre esse cara como foi dito nestes últimos dias, mas não quero me prolongar muito aqui...

Marcus, queremos te agradecer imensamente por tudo que vc representa para nós, seus eternos alunos, para os quais vc ensinou muito mais do que kung fu! Os verdadeiros professores são eternos e vc é um deles!! Obrigada!!


Agradecimentos também ao Lo, que será companheiro no Marcus nesse novo projeto! Tenha certeza que vc também irá fazer muita falta!!

Desejo felicidades, sucesso e realização nessa nova etapa da vida de vcs!! Boa sorte!!

Em nome dos alunos da TSKF (em especial da Casa Verde),
Tati





(Felicidades aos noivos! Eu já sabia! hehehe)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Curitiba - XIV Copa Senda de Kung Fu

Olá, queridos leitores do GKF. Papu voltando a escrever após um longo tempo.
Venho hoje relatar um pouco da viagem a Curitiba e da XIV Copa Senda de Kung Fu ocorridas no final de semana passado (que pessoalmente, foi a viagem que mais gostei). Avisando previamente que o post vai ser um pouquinho diferente hoje, hehehe.

Eu, a Tati e o grupo em que estávamos, chegamos a Curitiba na sexta de noite, pois aproveitaríamos o sábado para conhecer alguns pontos turísticos da cidade. Saímos cedo do hotel e fomos a Praça Tiradentes onde conhecemos a Igreja Central que era impressionante. Logo, pegamos a chamada "Jardineira", o ônibus da linha de turismo. Nossa primeira parada foi o Jardim Botânico, o lugar mais lindo da cidade. O jardim é simplesmente fantástico. Logo depois fomos ao Museu Oscar Niemeyer, apesar de não termos estrado no museu em si, a parte externa é uma exposição a parte.

Assim, fomos para a Ópera de Arame, outro ponto incrível da cidade, foi uma emoção conhecê-la, só dava um pouco de medo andar naquelas grades, rs. Enfim, havíamos chegado a nossa última parada: O Parque Barigui. Ficamos meio confusas e perdidas em relação ao local porque ele se dividia em dois e fomos parar na parte deserta do parte, e a outra era praticamente um Pq. do Ibirapuera, tão bonito quanto. Após o termino do passeio voltamos para o hotel para nos arrumarmos para o Jantar de Confraternização da CSKF. E depois do jantar, voltamos para o hotel para descansar (ou não) para o grande dia, o campeonato!

Chegamos bem cedo ao ginásio para participar do desfile das confederações (tinham até 2 atletas do Acre = população total de lá). E assim começou a competição. Como sempre, ganhamos novas experiências com cada campeonato que participamos, vide post anterior. Eu fiquei feliz em ver um número relativamente grande de crianças (meninas) que competiram, mas o número de meninas competindo no juvenil/adulto é meio triste, são pouquíssimas, isso mesmo o campeonato sendo relativamente pequeno aos outros que já participamos. Vamos no mobilizar, mulherada! hehehe. Mas o campeonato com certeza foi um Show. Além disso, pude reparar o progresso de alguns alunos, é impressionante. Mas infelizmente acabou e voltamos para São Paulo pra treinar e continuar evoluindo.

Aproveitando que estamos falando sobre campeonato, aproveito para deixar o convite para o Brazil International Kung Fu Championship Tournament.
Data: 12 e 13 de junho.
Local: Ginásio Mauro Pinheiro - Rua Abílio Soares, 1300.

Deixando o link de algumas fotos de Curitiba, para quem quiser ver o que nós tivemos o privilégio de conhecer: http://picasaweb.google.com.br/tatirfreitas/Curitiba#

Vídeos de meninas que representaram a TSKF no CSKF 2010. Parabéns, meninas!








E claro, não poderíamos nos esquecer dos homens que representaram tão bem quanto as mulheres.







Para mais vídeos procurem nos vídeos relacionados (não vou ficar colocando todos os vídeos senão vai ficar parecendo que eles estão simplesmente jogados na página).

Por fim, gostaria de parabenizar a todos os atletas (tanto da TSKF quanto das outras academias presentes) por suas performances no campeonato. Obrigada a todos por mais essa experiência maravilhosa no Kung Fu.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Competir é...

Olá, pessoal!!

Depois de algum tempo ausente, cá estou eu de volta pra escrever alguma coisa pra vcs! Sabem como é vida de atleta-trabalhadora-estudante-amiga, né?

Vim hoje falar um pouco sobre umas das coisas que mais me motivam no kung fu: COMPETIR!
É muito comum vc ver várias meninas competindo nas categorias menores (novato, iniciante, etc) e poucas delas competindo nas categorias mais avançadas. Como já foi dito em alguns posts anteriores, muitas acabam desistindo após algum tempo de treino.

Esse ano, pela primeira vez, vou competir nas categorias intermediário e avançado (isso porque cada campeonato tem suas categorias específicas de acordo com o tempo de treino)! À propósito, me desejem boa sorte, afinal, vou competir com atletas muito boas, inclusive com instrutoras!

Mas por que competir é tão bom??

Existe uma série de motivos, mas o mais importante de todos é: MOTIVAÇÃO PARA TREINAR!
Não há nada como um campeonato em vista pra fazer vc suar a camisa com mais empenho, melhorar cada detalhe da sua forma/taolu/kati, se alimentar e descansar melhor, melhorar sua forma física, enfim... É um estímulo e tanto!!;

Nos campeonatos, geralmente vc conhece atletas de outras academias, troca experiências, vê formas e estilos que vc nunca tinha visto, fica babando na técnica de outros atletas (no bom sentido), e isso acaba te dando mais vontade ainda de ser um atleta melhor;

É divertido;

Vc aprende que sempre tem alguém que se dedicou mais do que vc e mereceu aquela medalha que vc não ganhou e que nem por isso essa pessoa está se gabando;

Aprende que todos estão tão nervosos ou inseguros quanto você e que todos, independentemente de estarem competindo, se apoiam e tentam tranquilizar uns aos outros;

Que vc não deve comer o que vendem na porta do ginásio (brinks... só pra descontrair =P)

Aprende a ter mais calma, confiança, controlar o nervosismo;

Aprende a ver o que é importante quando se executa uma forma;

Aprende a perder...e caso ganhar,aprende a ser humilde e não desmerecer os outros atletas por isso;

Campeonatos são oportunidades únicas de "testar" sua qualidade técnica, acompanhar seu desempenho, identificar seus pontos fracos...;

E pessoal, não tem nada tão bom quanto ganhar uma medalha!! É uma satisfação imensa ver que seu esforço foi recompensado, que tinham pessoas muito boas competindo contra você e que mesmo assim vc conseguiu ganhar... É uma sensação indescritível e muito pessoal, eu acredito! Realmente vale a pena!!

Isso é só um pouco do que eu senti nas minhas experiências em campeonatos. Só estando lá pra sentir na pele o que é competir!
Eu recomendo!!!

Contem suas experiências tbm!! A equipe GKF agradece!!




Até mais, pessoal!!
Beijos =**

Meus agradecimentos à: Papu, Melina, Larissa e Xapo, que contribuíram com idéis pro post

sábado, 13 de março de 2010

Hematomas e Lesões

Olá pessoal!!

Depois de algum tempo, estou aqui de volta dessa vez para falar um pouco sobre as lesões que os esportes podem causar e como evitá-las/tratá-las.

Antes que venham as críticas, não vou falar só sobre Kung Fu. Por enquanto vamos postar coisas mais descontraídas mesmo. Afinal, a realidade de quem pratica um esporte não é só filosofia... Bom, vamos ao que interessa!

O Kung Fu é uma arte marcial que exige muito esforço físico, mas por incrível que pareça, a maioria das pessoas que eu conheço se machucam fora dos treinos, principalmente jogando futebol (já passei por isso).

Hematomas são muito comuns e são causados pelo rompimento de pequenos vasos sanguíneos nas camadas mais externas da pele. Isso acontece quando há algum choque contra o corpo e por isso são tão comuns.
Infelizmente são super difíceis de disfarçar com maquiagem. Eu, como sou bem branquinha e não tenho dó de descer o braço nas aplicações, sempre estou cheia deles e sempre tem alguém pra perguntar o que fizeram comigo! hehehe.. minha mãe costuma dizer que eu visitei o namorado no presídio =P
Então, a melhor maneira de fazê-los desaparecer mais rápido é colocar gelo no local, de preferência logo após o choque e várias vezes por dia. Como nem sempre isso é possível, eu aconselho usar pomadas próprias para hematomas que são vendidas nas drogarias.

Há quem diga também que fazer calejamento ajuda bastante a não aparecerem hematomas.

Outro tipo de lesão comum no Kung Fu são as lesões no joelho, principalmente no início dos treinos. Vale a mesma recomendação: gelo!! Além disso, descansar um pouco e não pegar tão pesado nos treinos nos dias seguintes à lesão vai ajudar a não piorar o caso.
As lesões no esporte em geral ocorrem devido a fatores físicos, como desequilíbrios musculares, traumas ortopédicos, treinamento excessivo e fadiga física. Por isso, é importante maneirar um pouco e aceitar as limitações do próprio corpo.

Lí um artigo bem interessante em no site Portal da Educação Física que fala sobre os reflexos psicológicos que as lesões podem causar no indivíduo que as apresenta. Outras recomendações que eles citam são as seguintes:
1) Interprete corretamente os sinais e o ritmo de seu corpo;
2) Aceite e lide positivamente com a situação;
3) Concentre-se em treinamento de qualidade;
4) Respeite seus limites e estabeleça metas palpáveis;
5) Procure e use todos os recursos médicos disponíveis e procure por aqueles com quem sinta empatia e confiança;
6) Treine habilidades mentais – auto-controle, auto-confiança, motivação;
7) Inicie/mantenha uma atmosfera de envolvimento competitivo.

Ainda não existe conclusão sobre o benefício do alongamento na prevenção as lesões. Alguns especialistas no assunto dizem que um bom aquecimento é mais eficaz na prevenção das lesões do que o próprio alongamento. Os profissionais da área recomendam que os alongamentos sejam realizados de acordo com o bem-estar dos praticantes, tanto que não há nenhuma evidência de que o alongamento vá causar danos.

O alongamento como rotina de aquecimento deverá ocorrer principalmente se você praticar algum esporte que exija flexibilidade (nosso caso), pois é preciso garantir uma excelente amplitude de movimento ao redor das articulações.
Também é recomendado que o alongamento seja realizado após os treinos, pois o músculo pode perder um pouco da sua força logo após o alongamento devendo ser evitado antes da competição. Recomenda-se que se o alongamento acontecer antes do treino, ele deva ser acompanhado do aquecimento.

Uma boa condição aeróbica também pode evitar o aparecimento das lesões, uma vez que os músculos precisam de oxigênio para produzir energia e se estressam mais facilmente se não tiverem o aporte correto de oxigênio. A falta dele produz uma substância chamada de ácido lático, que causa aquela dor no dia seguinte à um treino mais pesado.

Então, a melhor coisa para um bom treino é respeitar seus limites, não ficar muito tempo sem treinar para não perder o fôlego e descansar bem quando for necessário.

Até mais, pessoal!

Beijos,
Tati

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Ponto de Vista Masculino

Olá gente,

Primeiramente, vamos às apresentações. Sou o Guto, pratico Kung Fu na TSKF Mooca e irei contribuir com o ponto de vista masculino.

Na minha opinião, acho excelente ver esses preconceitos serem extintos, mesmo que pouco a pouco, pois só quem está treinando junto presencia o igual esforço, o empenho e a dedicação que as meninas possuem durante as aulas. Elas nos mostram muito bem como conseguem mesclar toda a delicadeza com a força desse sexo nada frágil.

Mostram-nos também que as conquistas independem do fato de se usar gravata ou salto alto, e sim da força de vontade, das metas que são traçadas e da disposição de cada um.

Eu não acho mais que existam, em caráter social, mais nada que seja somente de meninos ou de meninas. Bons exemplos disso: a própria arte marcial, cargos em empresas que antes eram somente exercidos por homens e que hoje são igualmente ou até melhor exercidos por mulheres e, claro, o futebol.

Depois desse discurso feminista, só poderia concluir afirmando que é um orgulho ver a luta de vocês, meninas e, mais do que os parabéns, dar todo o apoio para que continuem sempre demonstrando toda essa beleza, seja no KF, na vida pessoal, etc.

Beijos e abraços do Guto

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Como conciliar?!

Olá, pessoal!!!

Estamos de volta e antes de falar qualquer coisa, eu gostaria de agradecer à todos que visitaram o blog, aos que deixaram comentários e à todos que apoiaram a iniciativa!! Recebemos ótimos comentários nas comunidades em que o blog foi divulgado!! Então, em nome de todos os colaboradores do GKF (pra facilitar), muito obrigada!!!

Agora vamos ao que interessa!!
Como já foi dito aqui no blog, muitas mulheres param o Kung Fu pelos mais diferentes motivos. Conforme fomos conquistando nosso espaço na comunidade ganhamos mais responsabilidades, porém aquelas velhas "coisas de mulher" ainda ficam por nossa conta, como por exemplo, tomar conta dos filhos, da casa, do marido...
Infelizmente (ou não), ainda é assim. E somado à tudo isso, temos que ser boas alunas, boas profissionais, etc etc... Nós mesmas nos cobramos isso, não é mesmo?

Como já dizia o tio do Peter Parker "com grandes poderes, vem grandes responsabilidades"!


Ok, e como eu vou ser tudo isso e ainda praticar Kung Fu?!
Primeiro: tenha coragem de começar! Ficar com medo de não dar conta não vai te levar à lugar nenhum. Acho que isso não é muita novidade pra ninguém! O nome que a gente costuma dar pra esse medo é "preguiça", mas admita... dá medo, não dá?
Relaxa... quando vc olha pra trás já estará tão apaixonada pelo kung fu que isso nem vai ser um esforço muito grande!

Eu já estou fazendo, quero me dedicar à outras coisas também, e se não conseguir?
Sem pânico!!! Você ama o que vc faz?! Então vc consegue!!
Pense nas milhões de coisas boas que o Kung Fu te proporciona e bote tudo na balança. Vale a pena parar?

Ah, Tati, mas vc falando assim parece tudo muito fácil!!!
Não, caro leitor, não é tão fácil assim! E olha que eu tenho conhecimento de causa...
Como alguns sabem, eu acabei de me formar em farmácia =)! Quando comecei a treinar eu trabalhava à tarde e estudava à noite e era tudo muuuuito longe da minha casa... tipo 1h30 de busão pra chegar em cada lugar. Mas mesmo assim resolvi me aventurar. Não deu outra!! Eu ia pra academia de manhã, duas vezes por semana, e tenho que confessar que os dias de treino eram os melhores dias da semana!! Eu ganhava outro pique, ficava muito mais disposta durante o dia, mesmo tendo acordado mais cedo do que nos outros dias!
Houve alguns períodos muito mais difíceis do que este que eu citei... mudanças de emprego, de horário, TCC, estágios obrigatórios e outras coisas que só a faculdade consegue fazer por vc! Tive que dar uma pequena pausa nos treinos, mas assim que pude, voltei com força total e não tenho intenção de parar!!


Claro, estar solteira me ajudou um pouquinho, afinal, o restinho de tempo que sobrava era só pra mim! Imagino que quem namore tenha mais problemas em relação à isso. Talvez seu namorado se sinta trocado ou deixado de lado, mas se ele não aceitar isso, baby, cai fora!! O cara que gosta de você aceita suas decisões e torce para que você seja feliz fazendo aquilo que ama!!
Aaaai do cara que vier me proibir de treinar!! Chute furacão na bunda dele XD hehehehe!

O que eu quero dizer com tudo isso é que você nunca deve se achar incapaz de ser o que vc deseja ser. Dificuldades fazem parte do caminho de todo mundo, não se faça de coitadinha, não invente drama... acredite que vc pode e vc poderá! Faça algo por vc!! Só por vc! Pode parecer egoísmo, mas já vc vai ter que se aturar até o final da vida, então, melhor que pelo menos vc goste de si mesma, não é?!!

E pra vc? Como é conciliar tudo isso?!

Beijooos!!

sábado, 30 de janeiro de 2010

Alegria e Preconceito

Olá pessoas =D. Fui convidada a fazer parte desse blog maravilhoso e venho aqui dar a minha primeira contribuição.
Mas antes gostaria de me apresentar e aproveitarei para já começar a falar da minha relação com o Kung Fu ^-^.
Eu sou mais conhecida como Papu por grande parte dos meus amigos xD. Tenho 18 anos e desde a minha infância eu tenho problemas com excesso de peso, mas nunca gostei muito de fazer atividade física e meus hábitos alimentares eram terríveis, tirando que nunca tinha muito ânimo para me esforçar em emagracer. Já fiz muitas coisas na minha vida: futebol, vôlei, handball, natação, ballet, dança, dança do ventre, street dance, ginástica olímpica e academia, mas eu não me "encontrei" em nenhum desses lugares. Uma vez quando era pequena fui assistir uma aula de Judô do meu irmão e foi uma coisa que me chamou muita atenção e que eu tinha muita vontade de fazer, mas meus pais diziam que não, porque era coisa de menino e que meninas não podiam fazer. Até então eu desconhecia esse tipo de preconceito , mas como eu era pequena e não sabia me impôr eu apenas fiquei na minha.
Enfim, após muito procurar um lugar onde eu me "encontrasse", em 2008 uma amiga minha da escola me falou sobre o Kung Fu que também era perto de onde morávamos, achei interessante e em Setembro fui e marquei uma primeira aula. Eu já tinha sido conquistada pelo Kung Fu pelo primeiro contato que tive, foi uma sensação muito boa, eu simplismente tinha adorado! Faz 1 ano e 5 meses que eu pratico essa arte marcial incrível, e nesse tempo, creio que nunca pensei em deixar de treinar. É meu estilo de vida.
Minha vida melhorou muuuuito desde que entrei no Kung Fu, tenho muita motivação para emagrecer, meu físico e meu fôlego têm melhorado pouco a pouco, e o melhor de tudo: fiz amizades maravilhosas, pessoas que se tornaram essenciais para minha vida e que me dão ânimo pra melhorar e me esforçar cada dia mais!
Maaaaaaaaaaaas, nada são rosas. Meu pai é muito machista, não gosta nem um pouco que eu pratique Kung Fu, não gosta nem que eu comente as coisas com ele nem perto dele, fica bravo quando saio pra treinar... afinal, ele ainda tem aquela visão ultrapassada: "Isso é coisa de menino". Mas eu ignoro isso, uma vez que é treinar é uma coisa que me fez tão bem como qualquer outra que eu já tenha feito.

Então, meninas...enfrentemos essas pessoas que tiram sarro da nossa cara e que tem preconceito e lutemos com vontade pelo que acreditamos!
No meio do treinamento encontramos vários obstáculos e dificuldades que às vezes parecem ser impossíveis, mas encare-os e supere-os, crescendo dia-a-dia um pouco que seja, sempre buscando o melhor de você.

Para finalizar, gostaria de colocar uma foto muito especial onde estão grandes amigas e mulheres que fazem Kung Fu, e frizemos: não é porque fazemos Kung Fu que somos "machos" e não nos arrumamos.



Parabéns, meninas! Que vocês sempre tenham força pra continuar =D

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

E nasce o blog!!

Olá queridos!! Bem-vindos ao primeiro post do Garotas Kung Fu!!



Em primeiro lugar, esse blog surgiu no intuito de incentivar mais mulheres à praticarem Kung Fu (ou na arte marcial que desejarem), e também para incentivar àquelas que já praticam à continuarem treinando!!
É como o meu instrutor sempre diz: muitas meninas entram no Kung Fu, gostam e depois desistem!
Podem reparar pelos campeonatos. Milhares de meninas nas categorias iniciantes e uma ou duas, cinco no máximo, nas categorias mais avançadas...
Acho que isso acontece por vários motivos: pressão da família (pq kung fu é coisa de macho ><"), estudos, trabalho, casamento, filhos e por aí vai...

O que tenho a dizer sobre isso?
Bom pessoal, o mais importante de tudo: FAZER KUNG FU NÃO TE DEIXA MASCULINA!
Pelo contrário. A grande maioria das meninas que eu conheço e que praticam são super femininas! Sim, nós fazemos as unhas, cuidamos dos cabelos, usamos vestido no verão e cachecol rosa no inverno (rs.. exagerei, mas eu tenho um!). Uma das minhas amigas até faz Dança do Ventre!!
E apesar de ficarmos com alguns hematomas de vez em quando e sermos mais fortes que muito homem (#fato), temos carinho pra dar e vender!!

Sem falar das vantagens que a prática do kung fu te proporciona! Agilidade, flexibilidade, força, equilíbrio... Além do que é uma ótima fonte de liberação de estresse (é ótimo durante a TPM, meninas)!



Depois de pouco tempo de treino vc já sente mudanças no seu corpo, se não fizer corpo mole, ou ser frouxa, como a gente costuma dizer (hihi)!




Acompanhem o Garotas Kung Fu, pois em breve teremos novo layout e mais posts sobre o universo feminino desta arte marcial milenar!! ^^



Beijos!!
Ocorreu um erro neste gadget